Categories
cbd, cbdbrasil, drericlobato, kannalab, pl3790/2021, Regulação, Uso veterinário, vivacbdbrasil

CRMV-SP (Conselho Regional de Medicina Veterinária de São Paulo) publicou uma portaria que aprovou a criação de um grupo de trabalho voltado a discutir a cannabis dentro da veterinária. A criação do grupo já tinha sido anunciada pelo conselho no final de fevereiro, mas aguardava a publicação da portaria.

Na terça-feira passada (19), o CRMV-SP (Conselho Regional de Medicina Veterinária de São Paulo) publicou uma portaria que aprovou a criação de um grupo de trabalho voltado a discutir a cannabis dentro da veterinária. A criação do grupo já tinha sido anunciada pelo conselho no final de fevereiro, mas aguardava a publicação da portaria.

De forma institucional e representativa, os especialistas irão debater desde questões regulatórias até o mercado nacional para pets e claro, a cannabis como tratamento. Embora alguns profissionais já prescrevam, a medicina veterinária vivem em um limbo, em que não há uma legislação sobre o assunto, mas também não há uma proibição.

Posicionamento do CRMV
Não é de hoje que o Conselho de medicina veterinária fala sobre cannabis. Em outras situações, ele já se posicionou favorável ao uso veterinário e até recomenda a administração de produtos derivados da planta. O Conselho de Veterinária de São Paulo ainda contribuiu com informações e dados para um projeto de lei do deputado Stephanes Júnior (PSB-PR), que visa regulamentar o uso da cannabis no estado.

Siga o Instagram da marca de CBD para uso veterinário: @KannaLab.Oficial

230 produtos no mercado
De acordo com o último mapeamento realizado pela empresa de dados canábicos, Kaya Mind, há por volta de 230 produtos à base de cannabis disponíveis no mercado direcionados ao uso animal. O levantamento mostra ainda, que das 36 marcas responsáveis pela produção, 16 trabalham exclusivamente com o mercado canábico para pets, ou seja, 44% do total. A lista de condições que os produtos derivados da cannabis podem ajudar a tratar é variada, incluindo dores localizadas e crônicas, ansiedade e câncer.

Cannabis para pets
Assim como em humanos, a cannabis atua no chamado Sistema Endocanabinoide, um sistema que atua à nível molecular restaurando a homeostase, ou seja, o equilíbrio de boa parte das funções do corpo, como sistema imunológico, sistema nervoso, sono, fome, humor e por aí vai. Através de receptores, ele envia os chamados canabinoides, que ajudam a regular alguma função que não esteja operando direito. A cannabis também possui canabinoides, que podem se conectar aos nossos receptores e também restaurar o equilíbrio das funções. Os mais conhecidos são o CBD (Canabidiol) e o Tetrahidrocanabinol (THC). Siga o Instagram da marca de CBD para uso veterinário: @KannaLab.Oficial

Procure um especialista
É importante ressaltar que qualquer produto feito com a cannabis, mesmo que para fins veterinários, precisa ser prescrito por um profissional que, inclusive, poderá indicar qual o melhor tratamento para a condição.

Tainara Cavalcante
Fonte: Cannalize.com.br

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Categorias